Videos

Loading...

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Foi lançado o selo “RODA DE CAPOEIRA E OFÍCIO DOS MESTRES DE CAPOEIRA”





Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil!

Nesta emissão os Correios ressaltam os valores nacionais e sua importância no contexto sociocultural do Brasil, ao mesmo tempo em que divulgam aspectos da expressiva influência cultural africana presente na comunidade brasileira.

A Capoeira se tornou, em 15 de julho de 2008, patrimônio cultural imaterial do Brasil. De origem remota e controversa, se afirmou brasileira. Foi aqui que fincou suas raízes e criou mitos e lendas, inclusive na resistência contra a opressão escravocrata. Perseguida e marginalizada por quase trezentos anos, era praticada às escondidas, sendo considerada, apenas, mais uma obscura tradição dos negros. Hoje, a  Capoeira é parte do cenário brasileiro.

Por Lei Federal, são considerados patrimônio cultural imaterial as práticas, as formas de ver e pensar o mundo, as cerimônias (festejos e rituais religiosos), as danças, as músicas, as lendas e contos, a história, as brincadeiras, os modos de fazer (comidas, artesanato, etc.), os instrumentos, objetos e lugares associados a eles. A tradição, no entanto, deve ser transmitida de geração em geração, por comunidades brasileiras.

O registro dessa manifestação como patrimônio cultural imaterial do Brasil é o reconhecimento, por parte do Estado brasileiro, da contribuição africana para a nossa diversidade cultural, da importância, da qualidade e da riqueza da Capoeira e dos saberes dos mestres, simbolizada na vontade política refletida no desejo da sociedade brasileira em também promover e valorizar expressões culturais autênticas de setores sociais historicamente oprimidos.

O plano de preservação é uma conseqüência do registro, e consolida medidas de suporte: plano de previdência especial para os velhos mestres, estabelecimento de programa de incentivo à sua prática, criação de um Centro Nacional de Referência da Capoeira, e o plano de manejo da biriba – madeira utilizada na fabricação do berimbau, além da elaboração de projetos e implementação de políticas públicas que envolvam ações necessárias à sua manutenção e propagação.

A prática da Capoeira envolve um caráter cultural de grande abrangência de expressão, ao reunir várias linguagens artísticas. Sua vinculação com a antropologia e com a história reforça o seu papel social e colabora na educação de importantes segmentos da população brasileira. Presente em todos os estados do Brasil e em mais de 150 países, a Capoeira tem variações regionais e locais a partir de suas modalidades mais conhecidas: Capoeira Angola e Capoeira Regional.

A Capoeira assume expressões fundamentais da nossa cultura nas quais nos reconhecemos. A manifestação, testemunha o quanto nosso povo consegue redimensionar as adversidades em práticas positivas de beleza incontestável.

Juca Ferreira
Ministro de Estado da Cultura


SOBRE O SELO
O selo focaliza a obra ”Vadiação”, da Série Jogo de Capoeira, do artista Carybé. A imagem mostra uma típica roda de Capoeira e suas figuras tradicionais, os jogadores e os instrumentistas em ação, assistidos, informalmente, pelo povo em descontração e simplicidade. Os tons fortes realçam o clima festivo. Foi utilizada a técnica de fotografia.

Código de comercialização: 852007930

DETALHES TÉCNICOS
Edital:
nº 10
Artista:
Carybé
Foto:
Jonas Grebler
Processo de Impressão:
ofsete
Folha:
Com 36 selos
Papel:
Cuchê gomado auto-adesivo
Valor facial:
R$ 0,65
Tiragem:
10.200.024 selos
Área de desenho:
35mm x 25mm
Dimensões do selo:
40mm x 30mm
Picotagem:
semi-corte
Data de emissão:
25/5/2009
Local de lançamento:
Salvador/BA
Impressão:
Casa da Moeda do Brasil
Versão:
Departamento de Filatelia e Produtos/ECT
Prazo de comercialização:
Até 31 de dezembro de 2012 (este prazo não será considerado quando o selo/bloco for comercializado como parte integrante das coleções anuais, cartelas temáticas ou quando destinado para fins de elaboração de material promocional.)

[FONTE: http://www.correios.com.br/)

Nenhum comentário: